× iCasei

Baixe o App do nosso casamento e busque: jaquelinerenan

Baixar

Jaqueline e Renan

SEJAM BEM-VINDOS AO NOSSO SITE
Jaqueline e Renan

Sobre os padrinhos

Nossa singela homenagem aos padrinhos de casamento.

Padrinhos dos noivos

  • João Antônio e Sílvia
    João Antônio e Sílvia

    João Antônio, irmão da noiva, sempre foi presente na vida da irmã, dando-lhe sempre carinho e amor, sendo paciente, companheiro e amigo. Quando a Sílvia entrou para a família já nos trouxe um lindo presente - a Pérola, nossa sobrinha que tanto amamos, a qual será daminha de nosso casamento. Em 2015 testemunhamos a união dos dois no altar e, para ser ainda mais perfeito, no ano de 2016 veio ao mundo a pequena Agatha, que é nossa afilhada e também será daminha de nosso casamento! E é por isso que chamamos nossos afilhados, compadres e irmão/cunhada para subirem ao altar para testemunharem a nossa união.

  • Stwart e Dâmarys
    Stwart e Dâmarys

    Stwart, irmão mais velho do noivo, sempre foi presente na vida do irmão, dando-lhe sempre carinho e amor, sendo conselheiro, companheiro e amigo. Quando a noiva entrou para a família, o Stwart já namorava com a Dâmarys. O amor entre irmãos e concunhadas sempre foi recíproco e verdadeiro. E eles nos presentearam, durante esses quase 7 anos de namoro, com dois lindos sobrinhos - João Miguel e Maria Laura, os quais serão pajem e daminha do nosso casamento, respectivamente. E no início desse ano, em janeiro de 2018, tivemos a honra de testemunhar a união deles no altar. Agora, é a vez deles de exercer esse papel, 3 meses depois.

  • Kianny e Thiago
    Kianny e Thiago

    Kianny, irmã mais nova do noivo, sempre foi presente na vida do irmão, dando-lhe sempre carinho e amor, sendo parceira, companheira e amiga. Sempre participou ativamente na vida do casal e, desde que o Thiago entrou para a família, há muita parceria entre irmãos e concunhados. E é com esse carinho e amor, que eles irão testemunhar nossa união!

  • Baia e Rosângela
    Baia e Rosângela

    A Baia trabalha há mais de 50 anos no Jangadeiro, é considerada uma segunda avó da noiva. Ela cuidou da noiva desde pequena e recebeu o noivo de braços abertos quando entrou para a família.
    A Rosângela, tia da noiva por parte de pai, participa ativamente na vida do casal, além de tia, mostra-se uma grande companheira, parceira e amiga. No verão, é presença quase 24h por dia!
    Com certeza, elas não poderiam deixar de testemunhar nossa união.

  • Karina e Gilson
    Karina e Gilson

    Amiga de infância da noiva, onde preservam essa linda amizade até os dias de hoje. No ano de 2007, as duas moraram juntas, foi ali que a amizade tornou-se ainda mais sólida e verdadeira, e as duas não se desgrudaram. E foi ela que, em 2011, deu aquele empurrãozinho para o namoro entre os noivos acontecer. Desde quando o Gilson entrou em nossa vida a amizade foi intensa, com muita parceria e companheirismo. E, em 2015, tivemos a honra de abençoar e testemunhar a união deles no altar. Agora é a vez deles de abençoar a nossa união!

  • Édio e Zuleiga
    Édio e Zuleiga

    Aos 6 anos de idade, o noivo veio morar em Imbituba, foi onde conheceu o Luís Henrique, filho do Édio e da Zuleiga. Ele foi o seu melhor amigo da infância e eles, considerados como seus segundos pais. A convivência era diária e o amor e o carinho eram recíprocos. Quando a noiva entrou para a família do noivo, era como se tivesse entrado para a família deles, como uma nova nora. Com certeza, eles não poderiam deixar de testemunhar nossa união.

  • Luís Henrique e Luá
    Luís Henrique e Luá

    Amigo de infância do noivo, onde preservam essa linda amizade até os dias de hoje. Não estudavam no mesmo colégio, mas se viam diariamente. Ao longo da vida, já tocaram até na mesma banda... É realmente uma amizade verdadeira! E quando a noiva entrou na vida do noivo, o Luís Henrique a considerou como uma cunhada e amiga, foram muitos encontros e risadas. Logo depois, a Luá entrou na nossa vida.. Desde então, a parceria permanece entre os quatro. Agora é com grande honra que os chamamos como nossos padrinhos.

  • Gustavo e Karina
    Gustavo e Karina

    Amigo do noivo desde a adolescência.. Foi ele que ajudou a dar um empurrãozinho na relação. Depois do namoro, saímos sempre a três, dizíamos que ele era nosso filho. E, foram nesses encontros que a Karina entrou na vida do Gustavo e na nossa vida também. A amizade e o amor foram tão recíprocos que não nos desgrudamos desde que nos conhecemos. A parceria sempre é intensa entre os quatro. Foi então que, em 2017, testemunhamos a união dos dois no altar. Agora chegou a vez deles de subir ao altar, e abençoar a nossa união.

  • Carlos e Alice
    Carlos e Alice

    Amigo do noivo desde pequeno. O noivo vivia na casa do Carlos em Itapirubá, onde rolou muita amizade, parceria e companheirismo. Os anos se passaram, estudaram em escolas diferentes e o contato físico foi reduzindo. Mas no carnaval de 2014 eles se reencontraram e foi ali que a noiva conheceu o Carlos e a Alice. Desde então a parceria se iniciou, foram muitos encontros, festas, churrascos... É, com certeza, uma amizade verdadeira e uma parceria intensa entre os quatro. E, por isso, eles não poderiam deixar de testemunhar nossa união.

  • Maryella e Marcelo
    Maryella e Marcelo

    Amiga da noiva da faculdade, desde 2008, que permaneceu o vínculo de amizade e de parceria até os dias de hoje. Já é a segunda especialização que as duas fazem juntas. Em busca de novos conhecimentos, as duas sempre vão a feiras juntas, viajam para variados lugares... Sempre preservando o amor, o carinho, a amizade e o companheirismo. Quando o noivo entrou na vida da noiva, a Maryella já o adorava sem nem conhecê-lo fisicamente, dizia que tínhamos um "mel" invejável pelos outros, que ela admirava a nossa relação e o nossa demonstração de amor um com o outro. E foi em 2014 que o Marcelo entrou na vida da Maryella e na nossa também. Devido à distância, são raros os encontros a quatro, mas quando acontecem são intensos. E é por isso que os chamamos para serem nossos padrinhos de casamento.

  • Leonardo e Karla
    Leonardo e Karla

    Amigos desde a adolescência do noivo, com muita amizade e parceria envolvida. Foram muitos encontros, festas, risadas.. Havia uma parceria intensa entre os três. Foi em 2011 que a noiva entrou para a vida do noivo, e que a parceria entre os quatro se iniciou. Fizeram muitas viagens juntos e preservam a amizade e parceria até os dias de hoje. E é por essa linda e duradoura amizade, que os chamamos para subir ao altar e testemunhar a nossa união.

  • Guilherme e Jadna
    Guilherme e Jadna

    Amigo dos noivos desde pequeno, mas nunca que imaginaria que os dois terminariam em casamento. Com o noivo, tinha uma amizade sólida, repleta de parceria e companheirismo. Com a noiva, tinha um convívio quase que diário quando pequena, pois era amigo do irmão da noiva, e fazia parte de um grupo de música. Com o tempo, o Guilherme já namorando com a Jadna, tiveram muito convívio com o noivo. Foi quando a noiva entrou oficialmente na vida do noivo, que a parceria entre os quatro se iniciou. Nós os consideramos como nossos "papais", pois quando vamos juntos a shows em Florianópolis, é na casa deles que ficamos. A parceria é muito recíproca. E, foi no ano de 2016, que testemunhamos a união dos dois no altar. Agora é a vez deles de subirem ao altar e testemunhar a nossa união!

  • Rafael e Suzana
    Rafael e Suzana

    Amigos do noivo desde a adolescência, saíam com muita frequência. Foram muitos encontros, risadas, sustos, né Suzaninha? Heheh... Foi sempre intenso entre os três, com certeza uma amizade muito sólida e verdadeira. Foi então que, em 2011, o noivo foi convidado para apadrinhar a união dos dois. E, nesse mesmo ano, a noiva entrou na vida do noivo. E, já apostando na união duradoura e verdadeira dos noivos, o Rafael e a Suzana convidaram a noiva para subir ao altar ao lado do noivo, para testemunhar a união dos dois. E agora chegou a vez deles executar esse papel!

  • Jorge e Natália
    Jorge e Natália

    Amigo do noivo desde a infância, jogavam na mesma escolinha de futebol. Os anos se passaram, o Jorge foi para a Itália, e o contato físico entre os dois se tornou raro. Mas, em uma das vindas para Imbituba, os dois se reencontraram em um baile no atlético e combinaram de marcar um churrasco. Desde então, a amizade reviveu todos os sentimentos e a parceria começou a ser intensa. Os encontros se tornaram anuais, todo junho e dezembro de cada ano. E foi em 2017 que os noivos realizaram um de seus maiores sonhos - viajar para a Europa, ao lado deles. Foram momentos perfeitos e inesquecíveis, onde a amizade se tornou ainda mais sólida e verdadeira. Com certeza, eles não poderiam deixar de testemunhar nossa união.

  • Bill e Luiza
    Bill e Luiza

    Foram nos encontros anuais que os noivos tinham com o Jorge e a Natália, que eles conheceram o Bill e a Luiza. A empatia foi certeira. Muitos encontros foram marcados e a amizade foi se fortalecendo a cada dia mais. Não eram mais apenas poucos encontros, mas uma rotina. Todo final de semana havia motivo para se reunir, pois sempre havia amizade, parceria e companheirismo. E é por essa parceria, que os chamamos para serem nossos padrinhos de casamento.

  • Luiz André e Bianca
    Luiz André e Bianca

    Foram nos encontros com o Bill e a Luiza, que os noivos conheceram o Luiz André e a Bianca. A empatia foi recíproca e a amizade foi se fortalecendo a cada dia mais. O quarteto se tornou "seisteto". Frequentemente há encontros entre os seis, pois além da verdadeira amizade, há parceria e companheirismo. E é por isso que também os chamamos para serem nossos padrinhos de casamento.

  • Pierre e Gessuí
    Pierre e Gessuí

    Pierre, amigo dos noivos, fez-se ainda mais presente nos últimos anos na vida dos noivos. Mesmo estando solteiro na época, fazia questão em sair com os noivos, mesmo sendo programa de casal, não se importando com festas/baladas, mas sim na amizade verdadeira e na parceria. Foi aí que, final do ano de 2017, ele nos apresentou a Gessuí. A parceria se tornou ainda mais intensa, mas agora com programas a quatro, repleto de parceria e companheirismo. Com certeza, eles não poderiam deixar de testemunhar nossa união.

  • Isadora (in memoriam)
    Isadora (in memoriam)

    Isadora, prima da noiva, sempre foi presente na vida dos noivos. Sempre quando os via, perguntava a data do casamento, pois queria ser a primeira a ver o vestido do casamento. E, para a noiva, ela sempre falava que queria ir junto com ela a Nova York comprar o vestido de noiva. Mas, infelizmente, no ano passado a Isadora passou por uma fase difícil da vida dela, foi quando a noiva foi a visitar no Hospital Sírio Libanês, em setembro de 2017. Lá elas conversaram muito, riram e choraram juntas, foram momentos inesquecíveis, que ficarão para sempre na memória... Todo o amor guardado no peito foi resgatado. E foi lá, que a noiva teve a certeza de que ela seria a sua madrinha de casamento. Mas Deus a levou para perto dele em outubro do mesmo ano e, esse nosso sonho, de subirmos juntas ao altar, não poderá ser mais concretizado.

    (em lágrimas).